Intimidade | Sesc Pompeia | São Paulo, Brasil | 2009

Três videos de autoria de Ondina Clais Castilho e Victor Lema Riqué

 

Em tempos de superexposição de corpos, personalidades, dados pessoais e da intimidade de pessoas públicas, em tempo de figuras públicas emergentes, que surgem em reality shows tempestuosamente  e desaparecem de nossas vistas na mesma velocidade, em tempos de 5 minutos de fama para todos, a arte deve cumprir o papel de des-vulgarizar pessoas e sentimentos.

Em busca deste sentido das artes visuais – que trabalham com materia-prima mais exposta em nossos tempos: a imagem/representação da coisa – a curadoria do projeto Intimidade selecionou seis artistas e seis obras destes (videos, gravuras, fotografias, pinturas e objetos) para comporem um mesmo conjunto expositivo.

A escolha da temática também vai ao encontro do conceito do espaço onde será acolhida a exposição: o SESC Pompeia como local publico, que recebe cerca de 3 mil pessoas ao dia, é um espaço de encontro e convivência, e por esta característica é um local que privilegia relações sociais calcadas na intimidade, mas com a exigência de que as pessoas lidem umas com as outras respeitando “os espaços privados”, mantendo o recato social e a cordialidade para que possa ser plenamente um ambiente de convivência pacífica e pública. 

Mas quantos gestos sociais intimos são realizados num espaço tão democrático e diverso como este? Este olhar mais apurado, mais refinado pede o poder de “ampliação” da arte para acontecer. Afinal, é também o papel das artes visuais ser a lupa que revela olhares para a beleza, contradições e questões delicadas da vida.

A exposição Intimidade busca realçar o gesto e o sentimento em pequena escala, devolvendo ao homem sua instância frágil, sensível e amorosa. As obras expõem intimidades de casais, de familiares, de animais e natureza, de ceremônias e festas, pequenos gestos de afetividade e objetos de fundo de gavetas, palavras de diários ou susurradas ao pê do ouvido.

SESC Pompeia – Núcleo de Artes Visuais e Multimeios

Crepúsculo

Ondina Clais Castilho e Victor Lema Riqué, 10’00”, 2007

Sobre o eu e você. Bem vindo as sombras

 

2.44 Plano

Ondina Clais Castilho e Victor Lema Riqué, 12’16”, 2007

Sobre a horizontalidade dos corpos, podem sair do confinamento que a gravidade impõe e deslizar, repousar, descansar, encontrar novas formas de se recompor.

 

Siempre hay una Cama y una Ventana

Ondina Clais Castilho e Victor Lema Riqué,  9’08”, 2007

O suporte da cama. o limite do quarto e a transaparência da janela. Baseado em textos de Samuel Beckett (“Malone Morre”), Marcel Proust (”A Morte de Baldassare Silvande”) e Leon Tolstoi (“A Morte de Ivan Illicht”).